Home »

  Seja Sócio  |  Blog Oficial  |  Lojinha Online  |  Ajude este site   



 

17/08/2016 10h31 - Atualizado em 17/08/2016 10h31

Acidente entre caminhão, carro e moto deixa dois feridos na Paraíba

Engavetamento foi registrado em Santa Rita, às margens da BR-230.
Motociclista e uma mulher ficaram feridos no acidente, diz bombeiro.

 

Do G1 PB

Carro bateu na traseira do caminhão antes de bater na moto, segundo bombeiros. (Foto: Walter Paparazzo/G1)Carro bateu na traseira do caminhão antes de bater na moto, segundo bombeiros. (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Duas pessoas ficaram feridas em um engavetamento envolvendo um caminhão, um carro e uma motocicleta na Rua Aníbal Moura, às margens da BR-230 na cidade de Santa Rita, região da Grande João Pessoa, na manhã desta quarta-feira (17). Segundo informações repassadas pelo Corpo de Bombeiros, o carro bateu na moto e em seguida na traseira de um caminhão.

Uma mulher ficou presa às ferragens e foi resgatada pelos bombeiros. O motociclista que ficou entre o carro e o caminhão foi atendido por uma ambulância e encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O motociclista sofreu uma pancada nas costas e passaria por exames na unidade hospitalar. O estado de saúde dos dois feridos era considerado regular, com os dois tendo sido socorridos conscientes.

Fonte: G1 PB

 

11/08/2016 16h47 - Atualizado em 11/08/2016 16h47

Idosa é vítima de bala perdida após suspeitos atirarem em direção a PM

Um dos suspeitos, de 16 anos, foi detido no local.
Vítima foi encaminhada ao Hospital de Trauma de João Pessoa.

 

Do G1 PB

Uma idosa ficou ferida na tarde desta quinta-feira (11) após ser atingida por uma bala perdida, no bairro Alto dos Populares, em Santa Rita, na Grande João Pessoa. Segundo informações da assessoria da Polícia Militar, dois homens são suspeitos e um deles, menor de idade, foi detido no local.

A polícia informou que os dois suspeitos teriam realizado uma tentativa de assalto poucos minutos antes e quando avistaram a viatura da polícia atiraram contra os policiais. No entanto, atingiu o braço da senhora de 67 anos.

“As vítimas do assalto estavam deitadas no chão. Ao perceberem a nossa presença, o comparsa do jovem apreendido pela nossa guarnição começou a atirar em nossa direção e fugiu”, disse o sargento Marcos Santiago.

Ainda segundo a Polícia Militar, quando a viatura retornou com o adolescente apreendido percebeu que a idosa tinha sido ferida. A vítima foi encaminhada para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa e o adolescente de 16 anos apreendido foi levado para a 6ª Delegacia Distrital, em Santa Rita.

Fonte: G1 PB

 

Netinho emite carta e desiste de concorrer a reeleição em Santa Rita

No documento, o prefeito alegou que não há condições para administrar mais a cidade diante na situação precária em que ela se encontra

Mais política | Em 05/08/16 às 17h08, atualizado em 05/08/16 às 17h07 | Por Redação com Correio Online
Portal Correio
Prefeito de Santa Rita, Netinho de Vázea

 

O prefeito de Santa Rita, Netinho de Várzea, anunciou nesta sexta-feira (5) que não será candidato a reeleição. Em carta aberta, divulgada nas redes sociais, o prefeito alegou que não há condições para administrar mais a cidade diante, segundo ele, na situação precária em que ela se encontra.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Netinho foi eleito vice-prefeito em 2012 na chapa encabeçada por Reginaldo Pereira. Com a cassação do titular, em 2014, Netinho assumiu a prefeitura e enfrentou uma série de vai e volta com decisões judiciais que hora reconduziam Reginaldo ao cargo e hora o retiravam.

Confira abaixo a íntegra da carta emitida pelo prefeito:

"Neste último dia que a legislação destina às convenções partidárias, comunico aos munícipes de Santa Rita a decisão irrevogável de abrir mão de qualquer candidatura no próximo pleito.

Por algum tempo, até alimentei o desejo de me candidatar em outubro, pois imaginei que até lá haveria condições de encaminhar soluções efetivas para os graves problemas que afligem Santa Rita. As circunstâncias, no entanto, atropelaram o calendário administrativo e eleitoral. Herdamos dificuldades e crises muito maiores do que imaginávamos. A queda continuada de receita, decorrente da crise econômica do país, tem sido mais aguda e cruel do que temíamos. Todos os serviços da prefeitura foram afetados, alguns gravemente comprometidos. Nesse cenário, minha única e maior obrigação é a de dedicar todo o meu tempo e atenção exclusivamente à solução dos problemas da nossa cidade.

Deixo a campanha para os candidatos e os eleitores. A mim caberá apenas o exercício do voto individual em outubro, sem participação de qualquer natureza, em atos de campanha de nenhum candidato. Meu único e exclusivo partido é Santa Rita.

Estarei totalmente dedicado à administração e à solução dos nossos problemas, esperando que o trabalho e o esforço ilimitado a que me proponho permitam, ao final, que possa entregar a meu sucessor, uma Santa Rita muito melhor e com muito menos problemas do que a cidade que recebi.

Agradeço, primeiramente a Deus, aos meus verdadeiros amigos, que nunca me abandonaram independente de posições políticas.

Agradeço ao meu partido na pessoa do presidente Wellington Roberto pelo apoio e respeito que sempre me foram dados.

“A verdadeira medida de um homem não se vê na forma como se comporta em momentos de conforto e conveniência, mas em como se mantém em tempos de controvérsia e desafio”. 

Fonte: Portal Correio

 

27/07/2016 15h11 - Atualizado em 27/07/2016 15h24

Dupla suspeita de fazer arrastão em escola de Santa Rita, na PB, é presa

Dois homens foram presos no bairro Marcos Moura.
Assaltantes roubaram celulares e renderam alunos na escola.

 

Do G1 PB

Dois homens foram presos no início da tarde desta quarta-feira (27), suspeitos de realizarem um arrastão na Escola Estadual Luís Ribeiro Limeira, conhecida como Colégio Padrão, do bairro de Tibiri, em Santa Rita, na segunda-feira (25).

O assalto na Escola Estadual aconteceu na noite da segunda-feira (25) e, de acordo com o Sargento Áthilla Henrique, da Polícia Militar, os suspeitos roubaram celulares e renderem os alunos no prédio. A investigação para localizar o grupo suspeito de assaltar a escola estava em curso desde a terça-feira (26).

A dupla já havia sido presa no dia do crime, momentos após o arrastão, mas por não haver mais detalhes sobre o caso, eles foram autuados por receptação, por estarem conduzindo  uma moto com registro de roubo, além de uma arma de fogo de mentira. Os suspeitos pagaram a fiança e foram liberados.

Na tarde desta quarta-feira, a dupla foi presa em uma casa no bairro Marcos Moura, em Santa Rita, após a Polícia Militar receber uma denúncia anônima de que um dos suspeitos seria estudante da escola. A dupla confessou o crime e contou que utilizou a arma de brinquedo no arrastão realizado dentro da escola.

De acordo com a polícia, foram apreendidos com os suspeitos dois celulares roubados no dia do assalto. Os homens foram levados para a 14º Delegacia Distrital de Santa Rita e serão autuados pelo crime de roubo qualificado.

Fonte: G1 PB

 

PRB declara apoio à pré-candidatura de Zé Paulo a prefeito de Santa Rita

Proposta de Zé Paulo (PSB) e dos componentes do PRB é afastar a corrupção e fazer uma gestão em parceria da prefeitura e da câmara

Mais política | Em 27/07/16 às 23h46, atualizado em 27/07/16 às 23h49 | Por Redação
Divulgação
Apoio foi declarado em reunião de correligionários

 

Em reunião na noite desta quarta-feira (27), o Partido Republicano Brasileiro decidiu por apoiar a pré-candidatura do deputado estadual Zé Paulo a prefeito de Santa Rita.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

A proposta de Zé Paulo (PSB) e dos componentes do PRB é afastar a corrupção e fazer uma gestão em parceria da prefeitura e da câmara para que a cidade atenda às prioridades e volte a crescer.
 

O PRB de Santa Rita também tem nomes para a disputa de vagas na câmara municipal neste ano.

Fonte: Portal Correio

 

14/07/2016 18h49 - Atualizado em 14/07/2016 18h55

Homem é preso suspeito de roubo de carros em Santa Rita, PB

Um carro roubado e seis placas frias foram apreendidas.
Polícia investiga se ele integra uma quadrilha.

 

Do G1 PB

Carro roubado foi apreendido com suspeito (Foto: Sd Athilla Henrique/Polícia Militar)Carro roubado foi apreendido com suspeito (Foto: Sd Athilla Henrique/Polícia Militar)

Um homem de 38 anos foi preso no fim da tarde desta quinta-feira (14) em Santa Rita, na Grande João Pessoa, suspeito de roubar carros. A ação foi realizada por uma equipe da 1ª Companhia de Polícia Militar de Santa Rita, com apoio da Força Tática e do Serviço Velado.

Com o suspeito, foi apreendido um carro roubado e seis placas frias de João Pessoa, Guarabira e Cuitegi, segundo informações da Polícia Militar.

O suspeito foi encaminhado para a 14ª Delegacia da Polícia Civil e foi verificado que ele já tinha um mandado de prisão em aberto pelo mesmo crime. Testemunhas informaram à polícia que o homem fazia parte de uma quadrilha e, com isso, as investigações devem continuar.

Fonte: G1 PB

 

07/07/2016 16h02 - Atualizado em 07/07/2016 17h42

MP denuncia prefeito, secretário e ex-secretários de Santa Rita, na PB

Ação indica que eles não repassaram R$ 3 milhões a bancos.
Valor corresponde a empréstimos consignados descontados de servidores.

 

Do G1 PB

O Ministério Público ajuizou uma ação civil pública contra o prefeito Severino Alves Barbosa Filho, conhecido como Netinho, o secretário de Saúde, Jacinto Carlos de Melo, e os ex-secretários de Saúde, Alysson dos Santos Gomes, Ana Carla Andrade Palmeira França e Demócrito Medeiros de Oliveira. A Promotoria do Patrimônio Público de Santa Rita diz que eles cometeram improbidade administrativa por não terem repassado valores de empréstimos consignados de servidores à Caixa Econômica Federal e ao HSBC.

O procurador jurídico do município, Marcelo Trindade, disse que quem se pronunciaria sobre o assunto seria o secretário de comunicação, Germano Costa, que por sua vez não atendeu às ligações do G1. As ligações feitas para os números fixos da Prefeitura de Santa Rita também não foram atendidas.

Segundo a promotora de Justiça Anita Bethânia Rocha da Silva, tramitou na Promotoria de Justiça um inquérito civil público instaurado a partir de notícia de apropriação indevida de valores descontados dos contracheques de diversos servidores públicos do município de Santa Rita e destinados ao pagamento de empréstimos consignados junto a instituições financeiras.

A Promotoria requisitou informações aos bancos e a Caixa Econômica Federal informou em 14 de março que manteve um contrato para empréstimos consignados que contempla a Prefeitura de Santa Rita e o Fundo Municipal de Saúde. O banco informou ainda que, até aquela data, os valores referentes aos extratos de consignados dos meses de novembro e dezembro de 2015 e janeiro, fevereiro e março de 2016, ainda não tinham sido pagos, totalizando um débito de mais de R$ 3 milhões.

O HSBC, por sua vez, informou em 21 de março que o Fundo Municipal de Saúde de Santa Rita não repassou os valores referentes ao período entre setembro de 2014 e março de 2016, totalizando um débito no montante de R$ 146.061,56.

“Apesar da omissão da Prefeitura Municipal de Santa Rita e do Fundo Municipal de Saúde quanto ao repasse às instituições financeiras, os valores referentes aos empréstimos consignados foram devidamente descontados dos contracheques dos servidores públicos municipais no período correspondente. Tal informação é facilmente confirmada com a análise dos contracheques dos servidores”, disse a promotora.

A ação pede a declaração da prática de atos de improbidade administrativa pelos réus e a condenação, com penas de ressarcimento integral do dano, se houver; perda da função pública; suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos; pagamento de multa civil de cem vezes o valor da remuneração percebida pelo agente; e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.

“Além da violação à integridade patrimonial das Instituições Financeiras, a conduta perpetrada pelo chefe do Poder Executivo Mirim e pelos Secretários de Saúde, provocou danos imensuráveis a diversos servidores públicos de Santa Rita que tiveram seus nomes inscritos nos cadastros de restrição de crédito”, concluiu a promotora.

Fonte: G1 PB

Empresa oferece cursos gratuitos de capacitação com mil vagas na Grande JP

Cursos fazem parte do programa Aprender e Transformar, promovido pela Casas Bahia. Inscrições começam no dia 8 de julho, em Santa Rita

Emprego e Educação | Em 08/07/16 às 07h07, atualizado em 08/07/16 às 07h04 | Por Redação
Reprodução/Falando em Varejo
Casas Bahia está em 17 estados

 

O município de Santa Rita, na Grande João Pessoa, vai receber uma das edições do programa Aprender e Transformar, promovido pela Casas Bahia, que vai oferecer cursos gratuitos de empreendedorismo, empregabilidade e informática a população. Ao todo, serão cerca de mil vagas abertas disponíveis para pessoas a partir dos sete anos.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O curso vai ser desenvolvido entre os dias 11 e 30 de julho. Os interessados devem fazer pré-inscrição nesta sexta (8) e no sábado (9), das 9h às 18h, na loja Casas Bahia da Rua Siqueira Campos, número 126, e na Praça do Chafariz, local onde serão desenvolvido os cursos.

Entre os cursos oferecidos estão o de Smartphone no dia a dia; Introdução à informática; Internet e cidadania; Novas ferramentas online’; Criação de sites e aplicativos; Empregabilidade; e Assistente Administrativo; Técnica de Vendas; Mercado de Trabalho: Primeiros passos; Saúde Financeira; e Empreendedorismo.

Fonte: Portal Correio

05/07/2016 09h14 - Atualizado em 05/07/2016 09h14

Grupo corta energia de rua e tenta explodir caixas eletrônicos na PB

Equipamentos ficam em supermercado em Santa Rita.
Local tem gerador de energia e alarme disparou.

 

Do G1 PB

Quatro homens armados tentaram explodir, na madrugada desta terça-feira (5), dois caixas eletrônicos instalados em um supermercado no bairro Marcos Moura, em Santa Rita, na Grande João Pessoa. Segundo informações da Polícia Militar, antes de invadir o local, os bandidos desligaram a energia elétrica dos postes de iluminação da rua.

Como o supermercado possui gerador, o alarme disparou, frustrando a tentativa de explosão. Os suspeitos fugiram de moto e ainda não foram localizados pela polícia até as 9h desta terça-feira.

Fonte: G1 PB

 

04/07/2016 09h00 - Atualizado em 04/07/2016 09h02

Dois são mortos a tiros em praça por grupo a pé na Grande João Pessoa

Polícia diz que disparos foram feitos por dez homens que chegaram a pé.
PM informou que as vítimas ainda não foram identificadas

 

Do G1 PB

 
 
 

Dois homens foram mortos na noite deste domingo (3) em uma praça do bairro Marcos Moura, na cidade de Santa Rita, na Grande João Pessoa. Segundo informações da Polícia Militar, 10 homens teriam chegado ao local a pé e atirado nas vítimas, que morreram na hora. A PM informou que as vítimas ainda não foram identificadas e que está tentando confirmar se uma delas é o filho de um policial militar reformado.

Fonte: G1 PB

 

 

 

 

 

 

 

Hospital suspende atendimento de urgência e emergência por falta de verbas, na Grande JP

Atendimento deve ser suspenso a partir de 7 de julho no Hospital e Maternidade Flávio Ribeiro Coutinho. Segundo a Prefeitura de Santa Rita, a unidade recebeu cerca de R$ 4,7 milhões neste ano

Saúde | Em 08/06/16 às 14h19, atualizado em 08/06/16 às 14h18 | Por Redação
Reprodução/Google Street View
Hospital Maternidade Flávio Ribeiro Coutinho, em Santa Rita

 

O Hospital e Maternidade Flávio Ribeiro Coutinho, que fica no município de Santa Rita, na Grande João Pessoa, vai suspender os atendimentos nos serviços de urgência e emergência a partir do dia 7 de julho. A suspensão deve ocorrer por falta de verbas repassadas pela prefeitura e foi comunicada através de um documento que circula nas redes sociais e está assinado por funcionários da unidade.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com a nota, a suspensão vai acontecer porque a Prefeitura Municipal de Santa Rita não estaria respeitando um Termo de Compromisso de Ajuste de Conduta (TCAC), assinado entre a prefeitura, a unidade de saúde, o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público da Paraíba (MPPB) e o Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB).

“A razão para o ato é o descumprimento reiterado das obrigações assumidas pela Prefeitura de Santa Rita, cujo objetivo era minimizar os prejuízos suportados por essa Instituição Filantrópica”, diz um trecho da nota.

Segundo a comunicação da prefeitura de Santa Rita, entre o dia 1º de janeiro e 31 de maio, o Hospital Flávio Ribeiro Coutinho havia recebido cerca de R$ 4,7 milhões de repasse da Saúde municipal. 

“Uma auditoria foi realizada nas contas dos repasses ao hospital. Os extratos dos repasses e dados importantes do relatório da auditoria, enviado ao Ministério Público”, informou a comunicação.

O Portal Correio tentou contato com a direção do Hospital e Maternidade Flávio Ribeiro Coutinho para tentar confirmar os valores informados pela prefeitura, mas até o fechamento desta matéria as ligações não foram atendidas.

Fonte: Portal Correio da Paraíba

 

08/06/2016 12h18 - Atualizado em 08/06/2016 12h32

Morre em hospital homem baleado enquanto dirigia em João Pessoa

Homem, de aproximadamente 30 anos, morreu no Hospital de Trauma.
Vítima tinha sido baleada na Avenida Hilton Souto Maior, em Mangabeira.

 

Do G1 PB

Carro foi atingido por disparos de arma de fogo (Foto: Walter Paparazzo/G1)Carro foi atingido por pelo menos três disparos de arma de fogo, segundo polícia (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Morreu no Hospital de Emergência e Trauma o homem de aproximadamente 30 anos que tinha sido baleado na manhã desta quarta-feira (8) enquanto dirigia pela Avenida Hilton Souto Maior, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Conforme boletim divulgado no final da manhã desta quarta pela hospital, a vítima, Fágner Mesquita, que era enfermeiro e coordenador do Samu da cidade de Santa Rita, na Grande João Pessoa, deu entrada na unidade às 10h07 e passou por procedimentos médicos de emergência, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi atingida por pelo menos três tiros.
O caso aconteceu por volta das 9h30. Segundo a PM, o homem seguia no sentido José Américo - Mangabeira quando dois homens em uma moto se aproximaram do carro e atiraram várias vezes, fugindo em seguida.

Testemunhas acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a polícia. O homem foi socorrido pelo Samu e levado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O carro da vítima ficou com marcas de tiro e vai passar por perícia. As testemunhas não souberam explicar para a polícia os motivos da tentativa de homicídio.

 

Fonte: G1 PB

 

25/05/2016 17h16 - Atualizado em 25/05/2016 17h28

Inscrição de concurso de Santa Rita, PB, deve ser reaberta dia 1º de junho

Certame foi suspenso pelo Tribunal de Contas do Estado há 40 dias.
Inscrições devem seguir até 30 de junho, com provas no dia 30 de julho.

 

Do G1 PB

Há quarenta dias suspensas, as inscrições para concurso da prefeitura de Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa, estão previstas para serem reabertas na próxima quarta-feira (1º), informou o presidente da comissão de licitação responsável pelo concurso, Robson Fausto, nesta quarta-feira (25). O novo edital, deve ser publicado na próxima terça-feira (31).

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) determinou a suspensão do certameno dia 15 de abril, após uma auditoria constatar falhas no novo edital, que havia sido republicado no dia 31 de março após a organizadora, a Facet Concursos, suspender o certame no dia 22 de março.

Segundo Robson Fausto, ainda nesta semana, o novo edital deve ser protocolado no site do TCE para que uma nova auditoria seja feita. “O órgão havia solicitado correções no documento e fizemos todas as alterações pedidas. Nossa previsão é de que ele seja liberado até a sexta-feira (27)”, explicou.

Com a republicação, segundo Fausto, haverá uma mudança no cronograma de inscrições do concurso. “A nossa previsão é de que as inscrições sejam feitas até o dia 30 de junho e com as provas sendo realizadas no dia 30 de julho”, contou. Até o último edital publicado, o concurso prevê vagas apenas para a área de educação. Os salários oferecidos variam entre R$ 880 e R$ 1.405,53.

De acordo com Leonardo Rodrigues, auditor de contas públicas do TCE, o novo edital que havia sido publicado apresentava nove irregularidades e a cautelar determinando a suspensão foi feito para que as falhas fossem corrigidas. “De lá [da data de suspensão] para cá, a comissão juntamente com a empresa responsável pelo certame fizeram as correções e protocolaram. Fizemos uma nova auditoria e ainda assim identificamos falhas, o que foi logo comunicado às partes responsáveis. A nossa previsão é de que o protocolo final seja feito nesta quarta e na próxima semana a cautelar seja revogada e as inscrições sejam novamente reabertas”, explicou.

 

Fonte: G1 PB
 

25/05/2016 16h22 - Atualizado em 25/05/2016 16h25

Comerciante foi morta por ambição de ex-vereador da PB, diz delegado

Segundo delegado, crime foi o meio que ex-político achou para sair da crise.
Anteriormente, autor do crime disse ter sido motivado por ciúmes.

 

Do G1 PB

 

Polícia isolou o local onde o corpo foi encontrado (Foto: Walter Paparazzo/G1)Polícia isolou o local onde o corpo foi encontrado (Foto: Walter Paparazzo/G1)

 

A motivação do assassinato da comerciante Maria Arcanjo da Silva na cidade de Itapororoca, no Litoral Norte da Paraíba, foi ambinção do ex-vereador Antônio Alves de Morais, de acordo com informações divulgadas pelo delegado Walter Brandão, nesta quarta-feira (25). Anteriormente, o ex-vereador, que confessou o homicídio, tinha dito que a motivação do crime seria por ciúmes. A mulher do ex-vereador também foi presa por participação no crime. O filho deles teve prisão decretada e, segundo o adovado, deve se entregar ainda nesta quarta.

O delegado do caso detalhou as motivações do crime durante coletiva de imprensa. "Acostumado àquela estrutura que a política lhe dava, os cargos comissionados ocupapos por ele em Santa Rita, e depois disso tudo passou a enfrentar uma crise financeira e buscou esse meio cruel como forma de atravessar essa crise. Não só se apropriando ilicitamente do imóvel da vítima, como também subtraindo valores de sua contra bancária", contou Walter Brandão.

Antônio deu entrevista nesta sexta-feira para o repórter cinematográfico Walter Paparazzo (Foto: Walter Paparazzo/G1)Antônio deu entrevista nesta sexta-feira para o
repórter cinematográfico Walter Paparazzo
(Foto: Walter Paparazzo/G1)

Segundo a delegada a Ranielle Vasconcelos, responsável pelo caso, a vítima teria vendido uma casa para o casal e foi morta quando seguia para João Pessoa para receber o pagamento. O crime aconteceu no dia 27 de abril e a vítima estava desaparecida até o dia da prisão dos suspeitos.

Os restos mortais dela foram achados dentro de um canavial na cidade de Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa. Ainda segundo Walter Brandão, foram encontrados vários ossos espalhados pelo local, entre eles o crânio, e também roupas.

As buscas pelo corpo da cormerciantes estavam sendo realizadas desde a noite do dia 19, depois que o casal suspeito do crime foi preso na quarta-feira (18) no Ceará e contou onde o corpo da vítima estaria. Após o corpo ter sido encontrado, o suspeito de assasinar a comerciante, Antônio Alves de Morais explicou que o filho dele deixou o corpo da vítima no local onde a polícia o encontrou.

"Eu trouxe ela morta para o local onde eu já apresentei. Ele foi que disse que ia trazer o corpo de lá para aqui", relatou. O corpo vai ser encaminhado ao Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC) para fazer o exame de DNA.

Antônio disse ter matado a comerciante por ciúmes e disse que o filho dele estava no carro na hora do crime, mas se arrepende do assassinato. Ele diz ainda não ter ficado com dinheiro da comerciante. “Vou completar 65 anos agora. Acabei com minha vida”, frisou.

Em entrevista na manhã do dia 20, Antônio deu detalhes de como aconteceu o crime. Segundo ele, a vítima foi morta dentro do próprio carro em um local próximo ao aeroporto de João Pessoa e, em seguida, a levou para o local onde foi abondanada. "Passei uma corda no pescoço dela e puxei", detalhou Antônio, que confessou: "Matei por ciúme!".

Sobre a participação do seu filho no crime,  ainda na entrevista, ele ressalta que o rapaz só veio a saber do cirme depois. "Ele gritou: 'pai não faça uma loucura dessa não'. Ele ficou doidinho, ele é pastor", contou. Antônio disse ainda estar confuso sobre o local onde abandonou o corpo. "Uma hora depois o arrependimento bateu. Por isso não encontrei ainda. Fiquei doidinho", relatou.

Polícia Civl continua nas buscas pelo corpo da comerciante  (Foto: Walter Paparazzo/G1)Polícia Civl continua nas buscas pelo corpo da comerciante (Foto: Walter Paparazzo/G1)

 

 

A delegada Ranielle Vasconcelos contou como foram as investigações. Segundo ela, a equipe investigativa da 7ª Delegacia Seccional recebeu a denúncia do desaparecimento da comerciante Maria Arcanjo da Silva e foi rastreado um verdadeiro rastreamento dos passos do casal que havia negociado a venda de uma casa com a comerciante. "Conseguimos identificar através das imagens do circuito interno de um banco que os suspeitos efetuaram saques na conta da vítima”, esclareceu a delegada.

Com base nesses indícios, a delegada Ranielle Vasconcelos pediu a prisão preventiva do casal e o delegado regional de Iugati (CE) deu cumprimento. A prisão aconteceu na cidade de Saboeiro, noCeará.

Fonte: G1 PB
 

 

25/05/2016 17h32 - Atualizado em 25/05/2016 17h32

Casal é atropelado por carro em fuga da polícia na Grande João Pessoa

Homem e mulher estavam numa motocicleta quando foram atingidos.
Colisão aconteceu na tarde desta quarta-feira (25), em Santa Rita.

 

Do G1 PB

Vítimas recebem os primeiros socorros no local do acidente (Foto: Walter Paparazzo/G1)Vítimas recebem os primeiros socorros no local do acidente (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Duas pessoas foram atropeladas durante uma perseguição policial na cidade de Santa Rita, na Grande João Pessoa, na tarde desta quarta-feira (25). De acordo com o sargento da Polícia Militar Edmilson de Sá, que esteve na ocorrência, as vítimas, um homem e uma mulher, estavam numa motocicleta e foram atingidas por um carro guiado por suspeitos de um assalto quando fugiam da polícia após terem realizado o crime numa loja de surfe em Bayeux, também na Grande João Pessoa.

A perseguição iniciou após a guarnição do sargento Edmilson ter sido acionada pelo Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) sobre o roubo e as caractéristicas do carro usado na fuga dos criminosos.

Já a colisão, segundo o sargento, aconteceu no bairro de Tibiri, local onde um dos suspeitos foi preso, mas outros dois conseguiram fugir. Os três estariam envolvidos no mesmo assalto, na Avenida Liberdade, em Bayeux. O detido foi encaminhado à Delegacia de Santa Rita, onde deve responder por roubo, formação de quadrilha e pelo atropelamento do casal.

Um bombeiro civil, que se identificou como Jorge Costa, contou que presenciou a colisão. “De pronto fizemos o primeiro atendimento. Foi fratura exposta nas duas vítimas. A situação do homem é complicada”, contou ele.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local, prestou atendimento médico às vítimas e, em seguida, as encaminhou para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O boletim médico divulgado pelo hospital às 17h dessa quarta-feira informou que as vítimas passam por procedimentos médicos de emergência e estão com o quadro clínica regular.

Fonte: G1 PB
 

Morre segunda vítima que sofreu choque elétrico após estrutura desabar, na Grande JP

Segundo testemunhas os homens estavam montando parte da estrutura quando ela virou e bateu na fiação elétrica. Encostados nos ferros, as vítimas teriam sofrido choques e caíram no chão

Polícia | Em 21/05/16 às 14h40, atualizado em 21/05/16 às 16h50 | Por Halan Azevedo
Imagem compartilhada por WhatsApp
Vítima sendo atendida pelo Samu

 

Dois homens morreram e um ficou ferido após uma estrutura de ferro que era montada para a festa da padroeira do município de Santa Rita, na Grande João Pessoa, ter desabado e atingido fios de alta tensão. As vítimas sofreram choque elétrico. Um dos homens morreu no local do acidente, enquanto recebia atendimento e o outro morreu no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo testemunhas, os homens estavam montando parte da estrutura quando ela virou e bateu na fiação elétrica. Encostadas na estrutura de ferro, as vítimas foram eletrocutadas e caíram no chão.

De acordo com a tenente Talita, do 7º Batalhão da Polícia Militar, um dos homens morreu no local após o Samu tentar procedimentos de reanimação durante 45 minutos. As outras duas vítimas foram socorridas para o Hospital de Emergência e Trauma da Capital.

Segundo o sargento Marconi, da base da PM no Trauma, das duas vítimas que foram encaminhadas ao Trauma, uma morreu durante atendimento e a outra passou por exames e segue internado em observação.

Fonte: Portal Correio

 

20/05/2016 19h26 - Atualizado em 20/05/2016 19h26

Suspeito de matar comerciante na PB diz que ateou fogo no corpo

Ele mudou versão do crime; antes, ele falava que tinha enterrado o corpo.
Casal foi preso no Ceará e ex-vereador disse que motivo do crime foi ciúme.

 

Do G1 PB

Corpo da vítima foi carbonizado em um canavial (Foto: Walter Paparazzo/G1)Corpo da vítima foi carbonizado em um canavial (Foto: Walter Paparazzo/G1)

O suspeito de matar a comerciante Maria Arcanjo da Silva da cidade de Itapororoca, no litoral Norte da Paraíba, no final de abril, mudou a versão que tinha dado ao crime e disse que ateou fogo no corpo da vítima. Antônio Alves de Morais confessou ter matado a comerciante por ciúmes e estava participando das buscas pelo corpo da vítima nesta sexta-feira (20).

Inicialmente, ele havia dito que teria enterrado o corpo da comerciante após o assassinato. Porém, ele voltou atrás e indicou o local onde o corpo foi carbonizado, em um canaval, às margens da PB-007, na região de Lucena.
 As buscas pelo corpo da comerciante começaram na noite da quinta-feira (19). A prisão do casal suspeito do crime foi na quarta-feira (18), no Ceará.

Antônio deu entrevista nesta sexta-feira para o repórter cinematográfico Walter Paparazzo (Foto: Walter Paparazzo/G1)Antônio deu entrevista para o repórter
cinematográfico Walter Paparazzo
(Foto: Walter Paparazzo/G1)

“Vou completar 65 anos agora. Acabei com minha vida”, delcarou Antônio Alves de Morais, que é ex-vereador de Santa Rita. Ele disse que o filho dele estava no carro na hora do crime, mas que se arrepende do assassinato. Antônio disse ainda que não ficou com dinheiro da comerciante.

Em entrevista na manhã desta sexta-feira (20), Antônio deu detalhes de como aconteceu o crime. Segundo ele, a vítima foi morta dentro do próprio carro em um local próximo ao aeroporto de João Pessoa e, em seguida, a levou para o local onde foi abondanada. "Passei uma corda no pescoço dela e puxei", detalhou Antônio, que confessou: "Matei por ciúme!".

Sobre a participação do seu filho no crime, ele ressalta que o rapaz só veio a saber do cirme depois. "Ele gritou: 'pai não faça uma loucura dessa não'. Ele ficou doidinho, ele é pastor", contou. Antônio disse ainda estar confuso sobre o local onde abandonou o corpo. "Uma hora depois o arrependimento bateu. Por isso não encontrei ainda. Fiquei doidinho", relatou.

Polícia Civl continua nas buscas pelo corpo da comerciante  (Foto: Walter Paparazzo/G1)Polícia Civl continua nas buscas pelo corpo da comerciante (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Segundo a delegada Ranielle Vasconcelos, responsável pelo caso, a vítima teria vendido uma casa para o casal e foi morta quando seguia para João Pessoa para receber o pagamento. O crime aconteceu no dia 27 de abril e a vítima estava desaparecida até o dia da prisão dos suspeitos.

“A equipe investigativa da 7ª Delegacia Seccional recebeu há cerca de 20 dias a denúncia do desaparecimento da comerciante Maria Arcanjo da Silva. A partir daí, começamos um verdadeiro rastreamento dos passos do casal que havia negociado a venda de uma casa com a comerciante. Conseguimos identificar através das imagens do circuito interno de um banco que os suspeitos efetuaram saques na conta da vítima”, esclareceu a delegada.

Com base nesses indícios, a delegada Ranielle Vasconcelos pediu a prisão preventiva do casal e o delegado regional de Iugatu (CE) deu cumprimento. A prisão aconteceu na cidade de Saboeiro, noCeará.

Fonte: G1 PB

 

STJ reduz pena de acusada do assassinato do modelo Dalmi Coelho, na Grande JP

Defesa da ré entrou com o recurso alegando problemas na dosimetria da pena, já que casos semelhantes, conforme argumentou, tiveram como sentença uma pena menor.

Justiça | Em 19/05/16 às 20h01, atualizado em 20/05/16 às 06h43 | Por Redação
Reprodução
Dalmi Coelho Barbosa Filho

 

Ana Paula Teodózio Carvalho, que responde pela morte do modelo Dalmi Coelho Barbosa, teve a pena reduzida de 18 para 15 anos a partir de recurso da defesa dela acatado pelo Superior Tribunal de Justiça. A informação foi divulgada em primeira mão no programa Cidade Alerta PB, TV Correio, dessa quinta-feira (19). Veja vídeo abaixo.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O advogado criminalista, Thiago Beltrão, que faz a defesa de Ana Paula, entrou com o recurso alegando problemas na dosimetria da pena, já que casos semelhantes, conforme argumentou, tiveram como sentença uma pena menor.

Com a decisão, Ana Paula deverá cumprir seis anos em regime fechado, tendo depois progressão de regime. Porém, como condenada está há quatro anos presa, ela deve conquistar a semi-liberdade no prazo máximo de pouco mais de um ano, devido os trabalhos desenvolvidos dentro da unidade prisional, conforme informou a defesa.
 

A defesa ainda não está satisfeita com a decisão e informa que entrará com um Habeas Corpus no STJ para que possa haver uma redução maior.

 


 

Relembre o caso

Dalmi Coelho Barbosa, de 27 anos, modelo e servidor público, foi assassinado na manhã de 22 de dezembro de 2012, em Santa Rita. De acordo com os autos, o caso ocorreu após o modelo reagir a suposto assalto e ser baleado três vezes, morrendo no local.

Nas investigações, a Polícia Civil descobriu que Ana Paula teria sido a mandante do crime, porque ela nutria um amor obsessivo e não correspondido pela noiva do modelo, Raquel Teófilo Sousa, com quem idealizava manter um relacionamento amoroso. O assassinato de Dalmi foi considerado passional.
 

A polícia descobriu que o modelo saiu de uma academia e, quando caminhava em direção à residência onde morava, foi abordado por três homens que anunciaram o assalto. Em seguida, o trio roubou um celular e atirou várias vezes contra a vítima, que teve morte imediata, com o objetivo de simular o latrocínio.

Fonte: Portal Correio

 

Agentes de limpeza protestam por salários atrasados e interditam rua, na Grande JP

Manifestação reivindica o pagamento dos salários que, segundo a categoria, estão atrasados há dois meses

Cidades | Em 20/05/16 às 09h59, atualizado em 20/05/16 às 10h50 | Por Hyldo Pereira
Reprodução/ WhatsApp
Protesto acontece em Santa Rita

 

Agentes de limpeza urbana da empresa Ambiental Solução iniciaram, na manhã desta sexta-feira (20), na cidade de Santa Rita, na Grande João Pessoa, uma manifestação reivindicando o pagamento dos salários que, segundo a categoria, estão atrasados há dois meses. Veja vídeo abaixo.
 

Leia também: Grupo fecha rua na Capital em protesto contra empresa de limpeza urbana 
 

O grupo ateou fogo em pneus e em objetos inflamáveis e o trânsito no local foi interditado com lixo que teria sido espalhado na pista pelos manifestantes. De acordo com os manifestantes, o protesto visa a alertar a empresa para o cumprimento do pagamento dos salários e de outros benefícios do trabalhador. A manifestação ocorre na frente da Prefeitura de Santa Rita.

Leia mais Notícias do Portal Correio  

Há informação de que a demora no pagamento estaria ocorrendo porque a prefeitura não teria feito o repasse à empresa. Em contato com o Portal Correio, o secretário de Comunicação do governo municipal, Germano Costa, avisou que os agentes são funcionários terceirizados da prefeitura, negou o débito e garantiu que o repasse à empresa vem sendo feito sem atraso.

O Portal Correio tentou contato com a empresa Ambiental Soluções e foi informado que apenas a direção estaria habilitada para prestar esclarecimento, mas que e os responsáveis já teriam se deslocado para um acordo com aos manifestantes.

Fonte: Portal Correio

 

Bando invade casa de ex-prefeito e rouba cerca de R$ 110 mil, na Orla de JP

Imóvel de Marcus Odilon, ex-gestor do município de Santa Rita, foi alvo da ação de criminosos na madrugada desta quinta

Polícia | Em 07/04/16 às 08h12, atualizado em 07/04/16 às 13h43 | Por Redação
Reprodção/Santa Rita Hoje
Marcus Odilon Ribeiro Coutinho

 

A casa do ex-prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon, no bairro de Tambaú, na Capital, foi invadida por um grupo de assaltantes na madrugada desta quinta-feira (7). Segundo a Polícia Militar, o caso aconteceu por volta das 3h30. Além do ex-gestor, estavam no imóvel a esposa dele e o filho do casal, o deputado estadual Quinto de Santa Rita.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Em contato com a rádio Correio, Quinto falou que ele e os pais foram acordados e rendidos pelos bandidos. Os criminosos exigiram que o cofre da casa fosse aberto. No equipamento estavam guardados dois relógios com valor estimado em R$ 30 mil e R$ 80 mil e ainda uma quantia de dinheiro.

Segundo informado pelas vítimas à polícia, dois dos quatro assaltantes estavam armados, mas nenhum disparo foi efetuado. Depois do roubo, os bandidos fugiram em veículo da marca Hyundai, modelo Veloster de cor branca.

O caso já foi entregue à Polícia Civil, que vai investigar a autoria do crime e como o bando conseguiu entrar na residência. As primeiras informações da PM é que não há sinais de arrombamento nas portas do imóvel.

Fonte: Portal Correio